Brincar para Educar na Primeira Infância

9th out 2018
29512772_1291799337630937_391949170039449317_n

29512772_1291799337630937_391949170039449317_n

Educadora destaca importância da brincadeira na escola para a formação de crianças

Lugar de criança é na escola, e escola é lugar de brincadeira. Ao contrário do que alguns pais imaginam, entretanto, o brincar no ambiente escolar vai muito além da diversão. Na Educação Infantil, atividades simples como acerte ao alvo, mímica e amarelinha assumem uma função pedagógica importante na formação de meninos e meninas. Criatividade, coordenação motora, oralidade, concentração, memória, raciocínio e cooperação são algumas das habilidades exercitadas com o uso de brincadeiras em sequências didáticas.

Segundo a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), a Educação Infantil precisa promover experiências nas quais as crianças possam fazer observações, manipular objetos, investigar e explorar seu entorno, levantar hipóteses e consultar fontes de informação para buscar respostas às suas curiosidades e indagações. E o brincar cumpre esse objetivo, de forma lúdica. “É através da emoção que existe o aprendizado. Para a emoção acontecer de forma positiva, é preciso trazer algo agradável para a criança. Ela precisa brincar com o conhecimento que está chegando, de uma forma que seja desafiadora e, com isso, ela passa a se desenvolver e aprender espontaneamente”, explica a psicopedagoga e artista plástica Maria Lúcia Argolo, diretora pedagógica da Escola AMA.

De forma planejada e com objetivos específicos, as brincadeiras trabalhadas na escola são adequadas de acordo com o perfil de cada grupo. “As atividades são desenvolvidas levando o grau de dificuldade de cada grupo e o que é necessário desenvolver em cada idade. Por exemplo, o acerte ao alvo para crianças de um ano você trabalha só arremessando a bola numa caixa. No grupo dois, você já trabalha com bolas coloridas, para acertar numa caixa de cor correspondente. Assim, além da coordenação motora, ela já passa a desenvolver também a parte cognitiva com a identificação das cores”, explica.

O brincar na escola também cumpre um papel fundamental na formação social das crianças. Ao estimular e promover a socialização, os alunos aprendem a respeitar o espaço do outro, a dividir, cooperar e trabalhar em equipe, habilidades essenciais para a formação da inteligência emocional e da cidadania. “A criança que passa o início da infância em casa, na maioria das vezes, fica com a babá, em frente à televisão e sem interagir com outras crianças da sua faixa etária. Na escola, elas são estimuladas, desde cedo, a valorizar a socialização com outros, ao saber conviver, respeitando o tempo e o espaço dos colegas, preparando-as para a vida em sociedade”, afirma.

Além das atividades em sala de aula, na AMA os alunos do ensino integral contam com o Projeto Brincar, onde as crianças constroem brinquedos com material reciclável, aprendendo formas geométricas, cores e outros conceitos, como a importância da sustentabilidade.

Sobre a AMA

Criada há 22 anos, a Escola AMA possui uma proposta pedagógica sociointeracionista. A AMA tem como objetivo uma educação que envolva, além de um ensino de excelência, projetos e atividades em que os alunos possam desenvolver o senso crítico, a criatividade, a cidadania, o respeito a si e aos outros. Além dos Projetos de Artes, a AMA desenvolve atividades especiais relacionadas ao meio ambiente, como o cultivo de horta e reciclagem, e extracurriculares, como o ensino bilíngue, capoeira, judô, natação e ballet. Oferece turmas do berçário até o 1º ano do Ensino Fundamental, em meio período e horário integral. Um de seus diferenciais é a quantidade de alunos por turma: no máximo, 16 crianças. Acompanhe as atividades da AMA: www.escola-ama.com.brI facebook.com/escolaama.

Comentários estão fechados.